O rapaz vai com um amigo no estádio assistir um jogo de futebol. Como a casa da avó velhinha fica no caminho ele resolve dar uma passadinha para cumprimentá-la. Aproveitando a presença do neto, a velhinha pede para ele consertar um vazamento na pia da cozinha. Enquanto isso, ela leva o amigo do neto para a sala e oferece-lhe uma bebida. Junto com o copo está um pratinho de amendoins que o rapaz come sem parar, um por um. Tarde demais ele percebe que comeu tudo que havia no prato. Na hora de ir embora ele agradece calorosamente a avó do amigo:
– E obrigado pelo amendoim… Espero não ter abusado, não lhe deixei nenhum, desculpe!
A vovó, amável, responde:
– Não tem problema, meu filho. De qualquer jeito não posso mais comê-los. Depois que perdi meus dentes, eu só lambo o chocolate que vem em volta.


Um colunista social de revista de fofocas sai de férias e resolve ir para uma fazenda de um parente. Lá, o fazendeiro manda-o jogar esterco num campo, imaginando que o colunista irá levar o dia inteiro. Uma hora depois ele volta para o fazendeiro dizendo que está terminado. O fazendeiro vai verificar e o serviço foi concluído eficientemente.
Ele dá então outra tarefa: separar batatas em três montes: grandes, médios e pequenos.
De noite, o colunista não aparece. dia seguinte ele não vai almoçar. O fazendeiro vai tenta saber o que aconteceu. O jornalista está na frente das batatas, com apenas três batatas separadas.
-Não entendo! – espanta-se o fazendeiro – O senhor cuidou do esterco em uma hora e não consegue separar as batatas em três montes?
– É que… espalhar merda é comigo mesmo.


Uma família feliz está à mesa de jantar quando o filho faz uma pergunta “nada a ver”:
Papai, quantos tipos de seios existem?
– Bem, filho, existem três tipos de seios. Aos 20 anos a mulher tem seios como melões: firmes e redondos. Aos 30 e aos 40 eles são como peras, ainda belos, porém um pouco caídos… Aos 50 os seios ficam como cebolas: quando você olha para eles, fica com vontade de chorar.
Depois dessa resposta, a filha é quem pergunta para a mãe:
Mãe, quantos tipos de pênis existem?
A mãe olha pro marido e responde:
Filha, o homem passa por três fases: Aos 20 anos o pênis é como um pé de Jacarandá, respeitável e firme. Dos 30 aos 40 o pênis é como um pé de Chorão, flexível mas confiável. Após os 50 o pênis fica como uma árvore de Natal.
– Como assim?
– Morto da raiz até a ponta e as bolas ficam penduradas como decoração!